contraacorrente

segunda-feira, junho 13, 2005

Adeus.

Já gastámos as palavras pela rua, meu amor,
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
Gastámos tudo menos o silêncio.
Gastámos os olhos com o sal das lágrimas,
gastámos as mãos à força de as apertarmos,
gastámos o relógio e as pedras das esquinas
em esperas inúteis.

Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada.
Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro;
era como se todas as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha para te dar.
Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes.
E eu acreditava.
Acreditava,
porque ao teu lado
todas as coisas eram possíveis.

Mas isso era no tempo dos segredos,
era no tempo em que o teu corpo era um aquário,
era no tempo em que os meus olhos
eram realmente peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco mas é verdade,
uns olhos como todos os outros.

Já gastámos as palavras.
Quando agora digo: meu amor,
já não se passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
de que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.

Não temos já nada para dar.
Dentro de ti
não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse: as palavras estão gastas.
Adeus.

Eugénio de Andrade

quarta-feira, junho 01, 2005

Dia Mundial da Criança

Porque o melhor do Mundo são as crianças:

NUNCA É TARDE PARA APRENDERMOS
"Se gostavas de ter um cão, começa por pedir um cavalo." Luís -13 anos
"Nunca te metas com uma miúda que já te bateu uma vez." Sandro - 9 anos
"Se a tua mãe esteve a discutir com o teu pai, não a deixes pentear-te." Sara - 12 anos
"Se quiseres dar banho a um gato, prepara-te para tomares um também." João - 10 anos "Nunca se deve confiar num cão para guardar a nossa comida." Gonçalo - 11 anos
"Nunca entre numa corrida com os atacadores desapertados." André - 12 anos
"Quantos mais erros faço mais esperta fico." Inês - 8 anos
"Há muitas coisas que a gente sabe e que as notas não dizem." Rita -10 anos
"Quando as coisas estão escritas em letras pequenas é porque são importantes." Diogo - 10 anos
"Ainda bem que não temos tudo o que desejamos." Filipa - 12 anos

BEIJAR
"Nunca devemos beijar uma rapariga a não ser que tenhamos dinheiro suficiente para lhe comprar um anel e um vídeo, para que ela possa mostrar o vídeo do casamento a todos os amigos dela." João - 10 anos
"Eu não gosto de beijar ninguém porque me costumam babar a cara." Joana - 5 anos
"Só vou beijar uma pessoa quando essa pessoa for rica" Paula - 7 anos
"Se for a mamã, podemos beijar sempre que nos apetecer. Se for uma pessoa nova devemos, primeiro, perguntar se podemos." Rogério - 7 anos
"Aprende-se a beijar vendo os filmes da televisão." Carina - 9 anos
" Aprende-se a beijar treinando com a Barbie e o Ken." Júlia - 7 anos
"Aprende-se no momento em que for preciso, porque vamos querer dar o nosso melhor." Diogo - 7 anos

ATRACÇÃO FATAL
"Não sei. Acho que é por causa do cheiro das pessoas. Por isso é que os perfumes e os desodorizantes são tão populares." João - 9 anos
"Primeiro temos que ser atingidos por uma seta. Depois, deixa de ser uma experiência dolorosa." Helena - 8 anos
"Se uma pessoa tiver sardas, ela vai-se sentir atraída por outra que também tenha sardas." André - 6 anos

A IDADE CERTA PARA CASAR
"Aos oitenta e quatro anos, porque nesta idade já não precisamos de trabalhar e podemos passar o dia inteiro a namorar com a outra pessoa." Júlia - 8 anos
"Eu vou-me casar assim que sair do infantário." Tomás - 5 anos

SOLTEIRO OU CASADO ?
"As raparigas devem ficar solteiras. Os rapazes devem casar-se para terem alguém que lhes limpe a roupa e lhes faça a comida." Catarina - 9 anos
"Fico com dor de cabeça só de pensar nesse assunto. Sou muito pequena para pensar nesses problemas." Lina - 9 anos
"Uma das pessoas deve saber preencher um cheque. Mesmo que haja muito amor, é sempre necessário pagar as contas." Eva - 8 anos

TÁCTICAS INFALÍVEIS
"Diz a toda a gente o quanto gostas dele. E não te importes se os pais dela estiverem ao pé." Manuel - 8 anos
"Levá-la a comer batatas fritas costuma funcionar." Bernardo - 9 anos
"Eu gosto de hambúrgueres e também gosto de ti." Luís - 6 anos
"Abanamos as ancas e rezamos para que tudo corra pelo melhor." Carla - 9 anos

AMOR
"O amor é a melhor coisa que existe no mundo. Mas o futebol ainda é melhor!" Guilherme - 8 anos
"Sou a favor do amor, desde que ele não aconteça quando estão a dar desenhos animados." Ana - 6 anos
"O amor encontramos mesmo quando nós tentamos nos esconder dele. Eu fujo dele desde os 5 anos mas as raparigas conseguem sempre encontrar-me." Nuno -8 anos
"O amor é a loucura. Mas quero experimentar um dia." Fábio - 9 anos.

domingo, maio 08, 2005

18 de Junho

A notícia da data da inauguração oficial do Cine-Teatro de Estarreja saiu em destaque na última edição do Jornal de Estarreja. Leia aqui. A notícia, avançada em primeira mão, adianta a data, 18 de Junho, e reúne alguns dados curiosos, a começar pelo facto de a entidade proprietária do Cine-Teatro não confirmar a data. A fonte parece, no entanto, segura, a avaliar pelo facto de o jornal garantir que está em condições de "divulgar que o Cine-Teatro de Estarreja vai ser inaugurado a 18 de Junho". Aguardemos, pois, pelo anúncio oficial da data que o Jornal de Estarreja já revelou.

Algumas Fitas

É uma bela exposição de fotografia. Retratos a preto e branco de António Costa Pinto e Dinis Manuel Alves que podem ser apreciados na Casa Municipal da Cultura. Na apresentação da mostra, os autores escrevem que "Coimbra não tem nenhum "e", mas É dos Estudantes, não tem nenhum "u", mas, dizem, a Universidade dá-lhe vida, dizem que também a embalsama. Não tem nenhum "f", mas gosta de se pavonear com Fitas, de preferência muitas, todas da cor da alegria que carapaça as dores da Saudade. Coimbra não tem nenhum "s"...". Veja algumas das fotos aqui. E não deixe de dar um salto a Coimbra.

sexta-feira, maio 06, 2005

Essa é que é essa.

Nos últimos três anos, o futebol português marca presença em quatro finais europeias. Se os outros sectores de actividade fossem assim, quem dera, Portugal não era o que é. Essa é que é essa!

sábado, abril 23, 2005

"Uma casa sem livros é como um corpo sem alma"

No Dia Mundial do Livro, que felizmente se assinala um pouco por toda a parte, recordo uma frase de Cícero: "Uma casa sem livros é como um corpo sem alma". Faz sentido hoje e sempre.

sexta-feira, abril 15, 2005

E se fosse na Luz?

Já que estamos em maré de futebol, gostava de deixar aqui uma sugestão aos administradores da SAD do Estoril. Se o jogo com o Benfica vai ser jogado no Estádio do Algarve para garantir uma maior receita, porque raio é que a escolha não recaiu no Estádio da Luz? Sempre levava mais gente...

Recital em Alvalade

No dia da inauguração da Casa da Música, o Sporting deu um recital épico em Alvalade, numa noite inesquecível. A segunda parte do jogo transformou o Alvalade XXI num verdadeiro inferno para os ingleses. Há noites assim, que ficam na nossa memória para sempre.

segunda-feira, abril 04, 2005

Gotas de Fausto Correia

O Fausto Correia é, antes de mais, um amigo. E com um jeito danado para a fotografia. Esta quinta-feira, dia 7 de Abril, vai poder confirmar. Porque vai ser inaugurada na Sala de Exposições Inês de Castro, do Instituto Português da Juventude (Delegação de Coimbra), a exposição "GOTAS", mais uma iniciativa integrada no projecto BlogAveiro.
Fausto Correia descreve assim o seu trabalho:
Escorrem pequenas, amparadas pelos reflexos de vida que concentram.
Brincam com os nossos olhos e fundem-se com eles irradiando a energia da sua fugaz existência.
São gotas de vida, as minhas gotas.
Vestidas de cor e de luz, são vaidosas e lindas. São garotas traquinas a brincar no recreio.
Um mundo pujante de alegria, um mundo que queremos nosso.
Estas são as minhas gotas.
Partilho-as convosco.


Fausto Correia nasceu em Angola em 1970. O seu interesse pela fotografia inicia-se aos 16 anos. Autodidacta, faz alguns workshops nas técnicas básicas da fotografia analógica. Desde 2000 que realiza experiências em fotografia digital, técnica que usa actualmente.
Motivado e sob impulso do projecto BlogAveiro expõe pela primeira vez em 2005 no Museu Etnográfico de Mira, na exposição colectiva FrutaCores. Esta é a sua primeira exposição individual, acessível também na internet, aqui. Passem por lá. Por Coimbra e pelo endereço electrónico.